Judas o traiu por 30 moedas, eu…? Por menos, bem menos…
Pedro o negou 3 vezes, eu… Perdi as contas, inúmeras e ainda tenho medo das vezes que podem vir… Foi por mim!
Fui lança transpassando seu coração, tirando-lhe a vida, vida essa dada por mim, pelos meus erros, mas escolhas, pelas minhas vaidades, mentiras, maldades, invejas, egoísmos, por todas as vezes que não respeitei meu corpo como templo que ele mesmo habita, pelos meus pecados…
Foi por você…
Qual chaga eu abri em seu corpo? Qual dor eu te causei Jesus?
Fico a imaginar a quantidade de feridas, o sangue…
Essa semana essa imagem tem sido constante…
Queria ter sido Verônica, Cirineu ou Maria…
Só consigo ser soldado, Caifás, Gestas…
Queria mergulhar no seu sangue, lavar minha sujeira, mas sempre sujo mais…
Ser essa lança me dói Pai, sinto as dores, pq me separaram de ti sem saber se era isso que eu queria, o pecado original me condena e minha carne não encontra forças no combate…
Alimento do meu espírito, pão que vem de onde eu sou, sacrifício diário para me manter de pé, não posso viver sem ti, sustento da minha alma…
Me perdoa por suas dores, sou fraca, pequena, miserável fraqueza…
Estou aqui, chorando, como aquelas mulheres, minhas lágrimas não cessam, elas estão lavando, me lavando para que seu sangue possa entrar…
Jesus, desculpa te abandonar… Mas eu voltei, estou encondida, meu disfarce é a lança, só assim consigo alcançar seu coração, estou aí dentro tentando entender o que é, e como ser amor, me salva…
Por: Mellody Gesualdo JS