Como é bom encontrar pessoas entusiasmadas, porque tiveram uma “trombada” com Jesus! Mal comparando, é como o encontro com aquela pessoa que você ama, aquela paquera, o início do aquele primeiro beijo. Você acorda pensando na pessoa, dorme pensando nela, não pode perder a oportunidade de encontrá-la novamente. O coração vai da barriga à garganta, bate forte.

O encontro com Jesus é assim, um impacto em nossa vida. Não vemos a hora de encontrá-Lo na Eucaristia, de ir ao grupo de oração ou de jovens. Passamos horas lendo a Bíblia e em queremos que todas as pessoas que conhecemos experimentem o mesmo. Deus está tão próximo de nós, que a sensação é de que estamos experimentando o céu, andando nas nuvens. É a manifestação do amor de Deus em nós, a maravilhosa ação do Espírito Santo, a qual não conseguimos explicar em palavras, como diz São Paulo “gemidos inefáveis (inexplicáveis)” (cf. Rom 8,28).

Foto: stevanovicigor by Getty Images

Tudo isso é necessário para uma relação de amor e entrega a Deus, no entanto, todo amadurece e passa pela prova do tempo. Um namoro e também um casamento (aliança) são feitos de presença e ausência, de consolações e desertos.

Digo isso, porque, não poucas pessoas, que começaram na comigo, viraram as costas para Deus. Eu me pergunto: Por onde andam? Onde está aquele fervor do início? O que fizeram com as juras de amor a Jesus quando viveram aquela forte experiência com Ele?

O segredo é perseverar

Aprendi que o de uma caminhada em Deus está em uma palavra que faz toda diferença: Perseverança.

Esse “apaixonamento” por Jesus vai amadurecer, as provas virão, o deserto vai acontecer. Os arrepios e as sensações do início desaparecerão, e entrar em oração com Deus será uma interior. Pessimismo? Não. Realidade, porque a fé não é feita de sensações, mas sim de convicção.

Deus não vai “blindá-lo” das e das quedas na sua caminhada, porque Ele não está interessado em sua queda, mas sim em sua capacidade de se levantar, não importa quantas vezes isso ocorra. Perseverança significa “não importa o que acontecer, eu não vou desistir de Deus”, tendo a consciência de que Ele jamais desistirá de mim.

Se você se encontrou com Jesus agora, saboreie mesmo este tempo, deixe-O transformar, a cada dia, sua vida. Sinta o amor de Deus por você, deixe que o “homem velho” e as coisas antigas morram, mas se lembre de que você está entrando numa guerra. Pode ser que, nesta sua nova caminhada, você perca algumas batalhas, mas não é o fim. Levante-se, confesse sua queda, entre mais uma vez na batalha e a se dará pela sua perseverança.

Jesus disse que a que cai na terra boa “são os que ouvem a Palavra com coração reto e bom, retêm-na e dão fruto pela perseverança” (Lucas 8,15).

E aí? Vai perseverar?

Daniel Machado de Assis, natural de São Bernardo do Campo-SP, é membro da Canção Nova desde 2002. Psicólogo formado pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo, também estudou filosofia pelo Instituto Canção Nova. Atualmente é coordenador do Núcleo de Psicologia Canção Nova que tem por objetivo assessorar e auxiliar a formação dos membros desta instituição.

Fonte: http://formacao.cancaonova.com