Novena a São João Paulo II

10577
0

1º dia – O amor

– Tenha a coragem de viver por amor … a grandeza de uma pessoa não está em suas posses, mas em quem é, não naquilo que possui, mas no que compartilha com os outros.

(…) Hoje, a mensagem sobre a pureza do coração é muito oportuna. A cultura de morte quer destruir a pureza do coração. Uma das estratégias dessa ação é criar deliberadamente dúvida sobre o valor da atitude humana que chamamos a virtude da castidade. Isso é algo particularmente perigoso quando o ataque é destinado às consciências sensíveis das crianças e dos jovens. Uma cultura que forma feridas ou até mesmo mata a correta relação entre os indivíduos é uma cultura de morte, pois o homem não pode viver sem amor verdadeiro. (…) Proclamar ao mundo a “Boa Nova” da pureza de coração, e pelo exemplo de suas vidas passar a mensagem da cultura do amor. Eu sei como você é sensível à verdade e à beleza. A cultura da morte define hoje diante de você, entre outras coisas, o chamado “amor livre”. Neste tipo de desfiguração do amor chegamos à profanação de um dos valores mais preciosos e sagrados, porque a promiscuidade não é nem amor nem liberdade . (…) Não tenha medo de viver de uma forma contrária às opiniões da moda e modos de vida em conflito com a lei de Deus. A coragem da fé é difícil, mas você não pode jogar e perder o amor! Não permita que ninguém te escravize! Não vos deixeis seduzir pelas ilusões de felicidades para o qual você terá que pagar um preço muito alto, um preço de feridas, muitas vezes incuráveis ou até mesmo de uma vida destruída!

João Paulo II, Homilia, Sandomierz. 06. 12. 1999

Oremos: Deus, nosso Pai, a fim de voltar para você, temos de encontrar a sua misericórdia, seu paciente amor que não conhece limites. Infinito é a sua prontidão para perdoar os nossos pecados assim como inefável é o sacrifício de seu Filho. Com confiança, pedimos, pela intercessão de São João Paulo, que tu nos com ceda esse favor … por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Pai Nosso … Ave Maria … Glória …

Oração para pedir graças por intercessão de São João Paulo II

Ó Trindade Santa, nós te agradecemos por ter enfeitado a Igreja com o Papa João Paulo II e por permitir a ternura de seu cuidado paternal, a glória da cruz de Cristo e o esplendor do Espírito Santo, a brilhar através dele. Confiando totalmente na vossa infinita misericórdia e na materna intercessão de Maria, ele deu-nos uma imagem viva de Jesus Bom Pastor e mostrou-nos que a santidade é a medida da vida cristã ordinária, caminho para alcançar a comunhão eterna com você. Concedei-nos, por sua intercessão, e de acordo com sua vontade, a graça que imploramos, na esperança de que ele irá em breve ser contados entre os seus santos.

Amém.

2º Dia – Verdade

Ninguém pode ditar a ninguém a sua própria “verdade”. Verdade supera apenas com o seu próprio poder. A imposição de um de seus pontos de vista leva a tornar as relações interpessoais piores, dando origem a disputas e tensões. Assim, uma das condições para manter a paz no mundo é de respeitar a liberdade de consciência dos outros, mesmo que eles pensam de maneira muito diferente da forma como fazemos.

A verdade é a luz do intelecto humano. Se um indivíduo tenta desde sua juventude para vir conhecer a realidade em suas múltiplas dimensões, ele o faz a fim de possuir a verdade, a fim de viver a verdade. Essa é a estrutura do espírito humano. Fome para a verdade é a sua unidade fundamental e expressão. Cristo diz: você vai saber a verdade, e a verdade vos libertará. De todas as palavras registradas nos Evangelhos estes, sem dúvida, pertence à mais importante. Pois ele falou, simultaneamente, sobre toda a pessoa. Ele falou sobre o que é usado para construir a partir de dentro, nas dimensões do espírito humano, adequados à dignidade e grandeza de uma pessoa. Esta dignidade não depende apenas de uma pessoa de educação, até mesmo um único e uma pessoa analfabeta universidade c um também tem. Ao mesmo tempo, no entanto, uma educação, conhecimento sistemático sobre a realidade, deve servir esta dignidade de pessoa humana. Portanto, deve servir à Verdade. Palavras lhe (…) de Cristo vai saber a verdade, e a verdade vos libertará se um verdadeiro plano. Pessoas se jovens, podemos dizer assim, têm um senso inato para a verdade. E a verdade deve servir liberdade: Os jovens também têm um desejo espontâneo de liberdade. E o que significa ser livre? Isto significa: saber como usar sua liberdade na Verdade a ser verdadeiramente livre. Para ser verdadeiramente livre de não significa, absolutamente, não significa a fazer o que quiser, para fazer o que eu quiser. Liberdade contém em si um critério de verdade, a disciplina de Verdade. Sem isso, não é autêntico. É uma mentira sobre a liberdade. Para ser verdadeiramente livre de meios de usar a sua liberdade para o que é verdadeiramente bom (…) para ser uma pessoa de reta consciência, ser responsável, ser uma pessoa para os outros.Carta Apostólica do Papa João Paulo II aos jovens do mundo Por ocasião do Ano Internacional da Juventude 1985

Oremos: Deus, nosso Pai, diante da Igreja do terceiro milênio se abre um vasto oceano de credos de nosso mundo contemporâneo. Acreditar em você, colocando a minha esperança em Cristo, quero imitá-lo e experimentar o milagre de uma pesca abundante. Venha para a ajuda de todos os cristãos da nossa geração para ir-se ao largo da verdade, bom, e beleza. Faça o nosso Beato Papa João Paulo II patrono santo da nova evangelização, e por sua intercessão nos conceda esta graça … Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Pai Nosso … Ave Maria … Glória …

Oração para pedir graças por intercessão de São João Paulo II

Ó Trindade Santa, nós te agradecemos por ter enfeitado a Igreja com o Papa João Paulo II e por permitir a ternura de seu cuidado paternal, a glória da cruz de Cristo e o esplendor do Espírito Santo, a brilhar através dele. Confiando totalmente na vossa infinita misericórdia e na materna intercessão de Maria, ele deu-nos uma imagem viva de Jesus Bom Pastor e mostrou-nos que a santidade é a medida da vida cristã ordinária, caminho para alcançar a comunhão eterna com você. Concedei-nos, por sua intercessão, e de acordo com sua vontade, a graça que imploramos, na esperança de que ele irá em breve ser contados entre os seus santos. Amém.

3° dia – A Pessoa

Nesta terra ser os portadores da fé e da esperança, todos os dias, vivendo em amor cristão. Seja fiéis testemunhas de Cristo ressuscitado, nunca ceder aos obstáculos que se acumulam sobre os caminhos de sua vida. Eu estou contando com você. Em seu entusiasmo juvenil e dedicação a Cristo.

Uma pessoa não pode viver sem amor. Uma pessoa continua a ser uma entidade que não pode compreender a si mesmo, sua vida não faz sentido, se o amor não se manifesta para ele, se ele não se encontra com o amor, se ele não pode tocá-lo e, de alguma forma torná-lo seu próprio, se ele não encontra alguma participação vivendo nele. É precisamente por isso que o Cristo Redentor (…) manifesta a totalidade da pessoa para a própria pessoa. Esta é a dimensão humana do mistério da redenção. “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito para que todo aquele que nele crê não se perca, mas tenha a vida eterna.” (Jo 3, 16) e por meio do Filho-Verbo, que se fez homem (…) Deus entrou na história e um humano de milhares de milhões, e ao mesmo tempo apenas um!

Focamos a nossa atenção para com Ele, repetindo a confissão opf São Pedro: “A quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. “Porque só Ele, o Filho de Deus, nós temos a nossa salvação. Através de (…) todos os caminhos da atividade pela qual a Igreja exprime-se, devemos continuamente ir a Ele, que é a Cabeça, para ele, “por meio do qual tudo veio a ser, e graças ao qual nós também existem. A Igreja não cessa de ouvir Suas palavras, relê-los de novo, lê cada detalhe de sua vida. A Igreja vive o seu mistério, retira-lo sem qualquer descanso, e busca constantemente maneiras de tornar este mistério do nosso Mestre e Senhor uma parte de sua vida, a humanidade, nações, cada vez mais as novas gerações, todos. O homem descobre em Cristo sua própria grandeza, dignidade, e o valor de sua humanidade. O homem permanece no mistério da redenção recentemente afirmou, recentemente declarado. Criado novo! Uma pessoa que quer entender a si mesmo de novo (…) para chegar a Cristo, como se deve celebra-Lo com ele mesmo, para assimilar toda a realidade da Encarnação e da Redenção, a fim de encontrar a si mesmo. Se este processo profundo é realizado em uma pessoa, então ele não só produz frutos para louvar a Deus, mas também olha para si mesmo, com grande admiração. A pessoa deve levar aos olhos do Criador um valor especial, porque ele merecia um poderoso Redentor como uma vez que Deus “deu o seu unigênito para que o homem não se perdesse, mas tenha a vida eterna” (ver J 3,16). João Paulo II, Encíclica Redemptor hominis, 1979

Oremos: Deus, nosso Pai, Você é o amor e você foram os primeiros a nos amar. Seu filho se tornou um homem para a nossa salvação, e revelando a seus irmãos e irmãs a verdade sobre o amor, permitiu-lhes compreender a si mesmo e descobrir o sentido de sua própria existência. Pedimos-lhe que o Beato João Paulo II, um defensor incansável da dignidade humana, um bom pastor, em busca de almas perdidas na confusão da vida e mergulhou no desespero, foi apresentado como modelo de santidade. Por sua intercessão nos conceda esta graça … Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Pai Nosso …, Ave Maria …, Glória …

Oração para pedir graças por intercessão de São João Paulo II

Ó Trindade Santa, nós te agradecemos por ter enfeitado a Igreja com o Papa João Paulo II e por permitir a ternura de seu cuidado paternal, a glória da cruz de Cristo e o esplendor do Espírito Santo, a brilhar através dele. Confiando totalmente na vossa infinita misericórdia e na materna intercessão de Maria, ele deu-nos uma imagem viva de Jesus Bom Pastor e mostrou-nos que a santidade é a medida da vida cristã ordinária, caminho para alcançar a comunhão eterna com você. Concedei-nos, por sua intercessão, e de acordo com sua vontade, a graça que imploramos, na esperança de que ele irá em breve ser contados entre os seus santos. Amém.

4º Dia – A Família

Uma família que tira a sua força de Deus torna-se a força do homem e de uma nação inteira.

Entre os muitos caminhos na vida de uma pessoa, a família é o primeiro caminho e, em muitos aspectos, o mais importante, mantendo-se em todos os casos um caminho especial, o único caminho, e um caminho, apenas irrepetível como cada pessoa é irrepetível. Uma pessoa vem a este mundo e se torna um membro de uma família, cresce e se desenvolve, aprende sobre valores. A Igreja abraça a família em seu cuidado maternal, pois sabe muito bem que é precisamente a família que dá a uma pessoa o fundamento para a humanidade completa.

A família tem a sua origem no tipo de amor que o Criador abraça o mundo criado, que já foi expresso “no princípio”, no Livro do Gênesis (1,1), e encontrou a sua confirmação suprema nas palavras de Cristo em Evangelho: “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu único – gerado Filho” (J 3, 16). O Filho unigênito, consubstancial com o Pai, Deus de Deus e Luz da Luz, entrou na história humana através da família: “Porque pela sua encarnação Ele uniu-se com cada pessoa.

Trabalhou com mãos humanas, (…) Ele amou com um coração humano, nascido da Virgem Maria, tornou-Se verdadeiramente um de nós, Ele era semelhante a nós em tudo, exceto o pecado. “Portanto, se Cristo” se revela na plenitude de uma pessoa para a própria pessoa, Ele faz isso pela primeira vez na família e por meio da família, na qual Ele quis nascer e crescer. Sabemos que o Redentor escolheu passar uma grande parte de sua vida no segredo de Nazaré, sendo cf “obediente”. Lc 2, 51) como “o Filho do homem” à Sua Mãe Maria e do carpinteiro José. Não é esta a “obediência” filial de uma primeira medida de sua obediência ao Pai “até a morte” (Flp 2, 8), através do qual Ele redimiu o mundo? João Paulo II, Carta às Famílias Gratissimam Sane. 1994

Oremos: Deus, nosso Pai, o seu plano eterno de salvação atingiu a sua plenitude quando o seu Filho Amado veio ao mundo através da Sagrada Família, santificando Seu nascimento por cada família humana. Confiamos a você nossas famílias e todas as famílias ao redor do mundo. Que a oração seja uma parte de suas vidas, o amor puro, o respeito à vida, e uma preocupação saudável para a juventude. Pedimos-lhe humildemente que o Beato Papa João Paulo II, o defensor incansável dos direitos de uma família, seja para coroá-lo com a glória dos Santos. Por sua intercessão possamos ser fortalecidos pela graça … Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

Pai Nosso … Ave Maria … Glória …

Oração para pedir graças por intercessão de São João Paulo II

Ó Trindade Santa, nós te agradecemos por ter enfeitado a Igreja com o Papa João Paulo II e por permitir a ternura de seu cuidado paternal, a glória da cruz de Cristo e o esplendor do Espírito Santo, a brilhar através dele. Confiando totalmente na vossa infinita misericórdia e na materna intercessão de Maria, ele deu-nos uma imagem viva de Jesus Bom Pastor e mostrou-nos que a santidade é a medida da vida cristã ordinária, caminho para alcançar a comunhão eterna com você. Concedei-nos, por sua intercessão, e de acordo com sua vontade, a graça que imploramos, na esperança de que ele irá em breve ser contados entre os seus santos. Amém.

5º Dia – Juventude

Você deve fazer exigências a partir de si mesmo, mesmo que os outros não fazem exigências de você. Só fazendo exigências de si mesmo ao contrário do consenso universal que diz: “Tome o caminho mais fácil”, – você pode perceber outros desafios papais – “. Ter mais” para escolher “ser mais” em vez de “ser de hoje mais “de uma pessoa jovem é a coragem de permanecer cheio de iniciativa, você não pode demitir-se do presente, o futuro de todos depende deste fiel a uma testemunha dinâmica de fé e esperança.

Meus jovens amigos … Seja abençoado! Seja abençoado, juntamente com Maria, que acreditava que as palavras ditas a ela pelo Senhor virá a passar. Seja abençoado. Que o sinal da Mulher vestida com o sol ir com você, que ela possa ir com todo mundo ao longo de todos os caminhos da vida. Que ela possa levá-lo para a realização em Deus de sua adoção como filhos. Em verdade, em verdade. O Senhor vai fazer grandes coisas para você! O Senhor vai fazer grandes coisas para nós!

Vocês, meus queridos jovens amigos, meninas e meninos, você deve ser testemunhas fiéis bravo nessas “grandes coisas” em seus círculos, com os seus pares, em todas as circunstâncias da vida. Maria, a Virgem de Nazaré, que atenderam cada inspiração do Espírito Santo, está com você. Ela, que através de sua grande resposta ao plano de Deus, através de seu “faça-se a mim” divulgou para o mundo da perspectiva muito aguardado sobre a salvação. Olhando a humilde serva do Senhor, tomada hoje para a glória do céu, eu digo a você com São Paulo: (. Ga 5, 16) “ao vivo pelo espírito” Permitir que o “Espírito de sabedoria e de entendimento, espírito de conselho e de fortaleza, de conhecimento, de piedade e temor do Senhor (cf. Is 11,2) penetrar seu coração e sua vida, e transformar a face da terra. Renovado pelo poder que vem de Deus, tornam-se os construtores de um mundo novo: um mundo diferente, baseada na verdade, na justiça, na solidariedade, no amor.

Meus queridos jovens amigos! Recebei o Espírito Santo e ser forte! João Paulo II, Homilia para a conclusão VI / DM, Czestochowa, 15 de agosto de 1991

Oremos: Deus, nosso Pai, a partir de nossa juventude Você nos convidou para segui-Lo. Em Seu Filho, a juventude tem um Mestre, que ensina como formar uma nova pessoa em nós, com paciência e persistência, para descobrir a própria vocação, para efetivamente construir uma cultura de amor. Oramos a Ti para a nossa juventude, que não pode escravizar-se a cegar desejos e amor enganoso. Que o Beato João Paulo II, que procurou o jovem e reciprocamente os amava, ser um modelo e patrono para eles no corpo dos santos, e para nós eu peço esse favor … Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Pai Nosso … Ave Maria … Glória …

Oração para pedir graças por intercessão de São João Paulo II

Ó Trindade Santa, nós te agradecemos por ter enfeitado a Igreja com o Papa João Paulo II e por permitir a ternura de seu cuidado paternal, a glória da cruz de Cristo e o esplendor do Espírito Santo, a brilhar através dele. Confiando totalmente na vossa infinita misericórdia e na materna intercessão de Maria, ele deu-nos uma imagem viva de Jesus Bom Pastor e mostrou-nos que a santidade é a medida da vida cristã ordinária, caminho para alcançar a comunhão eterna com você. Concedei-nos, por sua intercessão, e de acordo com sua vontade, a graça que imploramos, na esperança de que ele irá em breve ser contados entre os seus santos. Amém.

6º Dia – Pecado

O maior sofrimento da humanidade e de cada indivíduo é o pecado. Não há maior dor que você pode infligir uma alma e para mergulhá-la em estado de pecado mortal.

O pecado não chega a uma conclusão quando atinge os limites da consciência de uma pessoa, quando é fechado por eles. Ele é gravado profundamente de uma essência que se refere a Deus. Esta relação é, no entanto, de redenção, isto é, significa que o “eu” uma pessoa não permanece só com a minha culpa. Deus, que é de certa forma uma testemunha ocular ao meu testemunho de olhos o pecado, embora não visível Ele está comigo, não só para me julgar. É verdade, Ele me julga com o julgamento muito interno de minha consciência, se não tiver sido silenciado e depravado. No entanto, este mesmo juízo já é redentor. Chamando o mal pelo nome, já por esta, de alguma forma eu ter cortado o vínculo com ele, distanciou-me de que, ainda que ao mesmo tempo eu sei que esse mal, esse pecado não deixa de ser o meu pecado. No entanto, mesmo que o meu pecado é dirigido contra Deus-Deus não vem para a frente contra mim. No momento de uma tensão interna de uma consciência humana, Deus não proferir uma decisão, não condena, Deus espera que eu volte para Ele, como juiz amoroso, como um Pai-assim como na parábola do filho pródigo filho, para que eu possa revelar o meu pecado a Ele, e expressar minha confiança nele. Dessa forma, passamos a partir de um exame de consciência para que o que constitui a essência de uma conversão e reconciliação com Deus. João Paulo II, Angelus, em Roma 23 de fevereiro de 1986

Oremos: Deus, nosso Pai, o pecado é um produto que causa dor e mata a graça santificante. O sofrimento em seu conceito de salvação é o caminho que conduz ao Senhor. Seu Filho, por meio de sua paixão vontade livre e morte na cruz, tomou sobre Si todo o mal do pecado, e a doação de sofrer um significado totalmente novo, ele introduziu-o na ordem do amor. Em nome desse amor, que foi capaz de assumir sofrimentos sem culpa. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Pai Nosso … Ave Maria … Glória …

Oração para pedir graças por intercessão de São João Paulo II

Ó Trindade Santa, nós te agradecemos por ter enfeitado a Igreja com o Papa João Paulo II e por permitir a ternura de seu cuidado paternal, a glória da cruz de Cristo e o esplendor do Espírito Santo, a brilhar através dele. Confiando totalmente na vossa infinita misericórdia e na materna intercessão de Maria, ele deu-nos uma imagem viva de Jesus Bom Pastor e mostrou-nos que a santidade é a medida da vida cristã ordinária, caminho para alcançar a comunhão eterna com você. Concedei-nos, por sua intercessão, e de acordo com sua vontade, a graça que imploramos, na esperança de que ele irá em breve ser contados entre os seus santos. Amém.

7º Dia – Misericórdia

Hoje, quando o egoísmo, indiferença e insensibilidade dos corações estão se espalhando de forma assustadora, o quão intensamente nós precisamos de uma renovação da sensibilidade a uma pessoa, a sua pobreza e os sofrimentos. O mundo clama por misericórdia.

Nada é mais necessário para o homem do que a misericórdia de Deus, esse amor gentil, simpático, elevando o homem acima de suas fraquezas em direção às alturas eternas da santidade de Deus.

Homem – todos os homens – é que o filho pródigo: sobrecarregados com a tentação de deixar o Pai, a fim de viver de forma independente; ceder à tentação; traído por esse vazio que o fascinava como uma miragem; sozinho, caluniado, aproveitado, quando ele tenta construir um mundo mais justo para si mesmo; nas profundezas de sua miséria, torturado pelo seu desejo de retornar à sua união com seu pai. Como o pai da parábola, Deus olha para o retorno de seu filho; quando ele retorna, ele abraça-o e define uma tabela de honrar a reunião renovada que o Pai e os irmãos celebram o reencontro.

João Paulo II, Exortação Apostólica Reconciliatio et Penitente, 02 de dezembro de 1984

“Jesus, eu confio em você”. Esta oração, valorizada por muitos devotos da Misericórdia de Deus, expressa adequadamente a postura que também desejam assumir como queremos nos confiar em seu abraço, Senhor, nosso único Salvador. Como intensamente Você quer ser amado, e quem acende em si os sentimentos de seu coração, aprende a ser um construtor da nova cultura do amor. Um simples ato de confiança é o suficiente para penetrar a cortina de melancolia e tristeza, dúvida e desespero. Os raios de Sua misericórdia divina restaurar de maneira especial a esperança daqueles que se sentem oprimidos pelo peso do pecado. (…)

Maria, Mãe de misericórdia, conceda que a nossa esperança de que colocar em seu Filho, nosso Redentor, pode permanecer sempre vivo. Você, St. Faustina, também nos ajuda quando com você, queremos repetir, como olhar corajosamente para o rosto do divino Redentor, as palavras: “Jesus, eu confio em Vós. Hoje e para sempre. Amém.

Pai Nosso … Ave Maria … Glória …

Oração para pedir graças por intercessão de São João Paulo II

Ó Trindade Santa, nós te agradecemos por ter enfeitado a Igreja com o Papa João Paulo II e por permitir a ternura de seu cuidado paternal, a glória da cruz de Cristo e o esplendor do Espírito Santo, a brilhar através dele. Confiando totalmente na vossa infinita misericórdia e na materna intercessão de Maria, ele deu-nos uma imagem viva de Jesus Bom Pastor e mostrou-nos que a santidade é a medida da vida cristã ordinária, caminho para alcançar a comunhão eterna com você. Concedei-nos, por sua intercessão, e de acordo com sua vontade, a graça que imploramos, na esperança de que ele irá em breve ser contados entre os seus santos. Amém.

8º Dia – Maria

Em meio a este mistério, em meio a essa confiança na fé, destaca Maria. “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra”.

Nossa Senhora de Czestochowa, Mãe da Confiança, eu venho a vocês mais uma vez para se despedir e pedir sua benção para a minha viagem. Mãe da Igreja, mais uma vez, eu me ofereço para a “escravidão de amor materno”, segundo as palavras da minha vocação: Totus Tuus! Confio-vos a toda a Igreja em todos os lugares, até mesmo para os confins da terra! Confio-vos de toda a humanidade e todas as pessoas – os meus irmãos. Todos os povos e nações. Confio-vos a Europa e todos os continentes. Confio a Você Roma e na Polónia, unidos por seu servo através de um novo vínculo de amor.

Mãe, aceitar!
Mãe, não abandone!
Mãe, levar!

Mãe da Igreja e Rainha da Polônia, perdoa que todos nós agradecemos mais do que pela fala, pelo silêncio de nossos corações. Através deste silêncio vamos cantar nosso prefácio despedida. João Paulo II, Primeira Peregrinação Apostólica à Polônia, Czestochowa, 06 de junho de 1979

Oremos: Deus, nosso Pai, Maria, Mãe de Seu Filho, escutai a nossa prece-petição: “O nosso advogado, por sua vez, em seguida, seus olhos misericordiosos a nós, e que o bendito fruto do vosso ventre, Jesus, e depois deste desterro mostrai para nós, o bendito fruto do vosso ventre, Jesus. O misericordioso, o compassivo, o doce sempre Virgem Maria! “Podemos oferecer graças pelo Beato Papa João Paulo II, totalmente dedicado a Maria, com fidelidade e até o final cumprimento da missão que lhe foi dada pelo Ressuscitado, aceitar os frutos de sua vida e de serviço, nos céus, dará a ele a coroa dos santos pastores, e que nos conceda esta graça … Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

Pai Nosso … Ave Maria … Glória …

Oração para pedir graças por intercessão de São João Paulo II

Ó Trindade Santa, nós te agradecemos por ter enfeitado a Igreja com o Papa João Paulo II e por permitir a ternura de seu cuidado paternal, a glória da cruz de Cristo e o esplendor do Espírito Santo, a brilhar através dele. Confiando totalmente na vossa infinita misericórdia e na materna intercessão de Maria, ele deu-nos uma imagem viva de Jesus Bom Pastor e mostrou-nos que a santidade é a medida da vida cristã ordinária, caminho para alcançar a comunhão eterna com você. Concedei-nos, por sua intercessão, e de acordo com sua vontade, a graça que imploramos, na esperança de que ele irá em breve ser contados entre os seus santos. Amém.

9º Dia – A Eucaristia

A Eucaristia é o maior dom e milagre, pois o mistério da morte e ressurreição de Cristo, a redenção da humanidade, se faz presente nela.

A Igreja vive graças à Eucaristia. Esta verdade expressa não só a experiência diária de fé, mas contém em si a essência do mistério da Igreja. De muitas maneiras diferentes a Igreja experimenta alegria a promessa de que é infinitamente percebeu: “E eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo.” (Mt 28, 20). Graças à Santíssima Eucaristia, em que ocorre a transubstanciação do pão e do vinho no Corpo e Sangue de Nosso Senhor, a Igreja alegra-se com esta presença de uma forma muito especial.

A Igreja recebeu a Eucaristia de Cristo seu Senhor, como o maior presente porque é uma dádiva de Seu próprio Eu, a partir de sua própria pessoa em sua santa humanidade, bem como um dom de Seu ato redentor. Ele não se limita ao passado, já que “Ele, que é Cristo, o que Ele fez e o que Ele sofreu por toda a humanidade, participa da eternidade de Deus, transcende todos os tempos e está constantemente presente neles ….”

Mais uma vez eu quero lembrá-lo desta verdade, queridos irmãos e irmãs, adorando este mistério com você: um grande mistério, o mistério da misericórdia. Que bem maior poderia Jesus fazer por nós? Na verdade, o amor que se move “até o fim” (cf. J 13, 1) – amor que se revela a nós na Eucaristia, amor que não conhece limites. João Paulo II, Carta Encíclica Ecclesia de Eucharistia 17 abr 2003

Oremos: Deus, nosso Pai, seu Filho, nos amou até ao fim e permaneceu conosco na Eucaristia. Que o AMÉM que proferir, na presença do Corpo e Sangue de Nosso Senhor dispor-nos para um serviço humilde aos irmãos com fome de amor. Pode você ser elogiado no exemplo brilhante desse amor como demonstrado por seu Beato Papa João Paulo II. Porque comunhão com a Igreja dos redimidos no céu é expressa e fortalecida na Eucaristia, se dignou a mostrar-lhe a nós na companhia dos santos, e por sua intercessão nos conceda esta graça … Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

Pai Nosso … Ave Maria … Glória …

Oração para pedir graças por intercessão de São João Paulo II

Ó Trindade Santa, nós te agradecemos por ter enfeitado a Igreja com o Papa João Paulo II e por permitir a ternura de seu cuidado paternal, a glória da cruz de Cristo e o esplendor do Espírito Santo, a brilhar através dele. Confiando totalmente na vossa infinita misericórdia e na materna intercessão de Maria, ele deu-nos uma imagem viva de Jesus Bom Pastor e mostrou-nos que a santidade é a medida da vida cristã ordinária, caminho para alcançar a comunhão eterna com você. Concedei-nos, por sua intercessão, e de acordo com sua vontade, a graça que imploramos, na esperança de que ele irá em breve ser contados entre os seus santos. Amém.